Post de abertura: Fim da censura? - Entre Sujeitos e Verbos

03/08/2012

Post de abertura: Fim da censura?

 "É livre a expressão da atividade intelectual, 
artística, científica e de comunicação,
 independentemente de censura ou licença."
Constituição de 1988

03 de agosto, extinção (ou não) da censura no Brasil



Decidi abrir o blog hoje, dia 03 de agosto, por ser o dia em que foi extinta (ou não) a censura no Brasil. Ou não? Veremos. Desde o período da colonização já existia a censura. A coroa portuguesa e a igreja católica não aceitavam críticas. Mas foi no período da ditadura militar em que o exame crítico sobre obras literárias, jornalísticas e artísticas se intensificou.

A intenção do governo militar ao analisar as obras era permitir a veiculação da mesma, de forma que eram proibidas de circular aquelas que eram contrárias aos ideais militares. Dessa forma, os artistas e jornalistas, pessoas cultas que percebiam a situação crítica a que a população estava imposta, não podiam alertar a mesma a lutar contra as imposições da ditadura. Eram analisados todos os gêneros, matérias, músicas, teatro, livros. Aqueles que enfrentavam a fiscalização eram perseguidos, exilados, torturados, e até mortos. Graças a essas pessoas que enfrentavam o governo, pondo em risco suas vidas, a população começou a perceber que a censura não aceitava opiniões contrárias.

O principal meio de alerta foi a música. Artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Raul Seixas, Chico Buarque, Geraldo Vandré, Milton Nascimento, entre outros, que tinham suas músicas vetadas pela censura, modificavam as letras para deixá-la com tom menos crítico. Era uma crítica disfarçada.

As mais conhecidas, até hoje, são "Pra não dizer que não falei das flores" de Geraldo Vandré, que possui um trecho que diz "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer"; "Cálice" de Chico Buarque, que tem um trecho que diz "Afasta de mim esse cálice" onde o compositor não está falando do cálice de vinho e sim "Cale-se!", em relação a censura.

Após longos anos de censura, em 03 de agosto de 1988, foi aprovada a atual Constituição do Brasil onde se tornou livre a expressão de opinião. Mas será que somos realmente livres para pensar e falar o que quisermos? Mesmo depois da aprovação da constituição de 88 repórteres ainda são perseguidos quando denunciam principalmente atos criminosos praticados por políticos em exercício. Isso é liberdade? Qual sua opinião?

Sejam bem-vindos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga no Facebook

Siga no Instagram

A partir do dia 03/08/2013, as fotos são de autoria do autor do post, quando não indicado o contrário.
Antes dessa data, as fotos utilizadas aqui no blog foram encontradas na internet, quando não indicado o contrário. Se você é ou conhece o autor, informe nos comentários e colocarei os devidos créditos :)