O que eu escrevo? - Entre Sujeitos e Verbos

10/08/2012

O que eu escrevo?

"O que eu vou escrever já deve estar na certa de algum modo escrito em mim."
Clarisse Lispector

Ando lendo Clarisse, Caio e Clarissa. Isso me fez questionar sobre o que escrevo. Clarissa diz que escreve como se a vida fosse entender os recados dela. Clarisse diz que não é fácil escrever. "É duro como quebrar rochas. Mas voam faíscas e lascas como aços espelhados." Quanto a Caio, ele diz que gosta muito de seu mundinho, cheio de surpresas.
Acho que é isso. Como também disse Clarisse, "só escrevo o que quero, não sou um profissional". Escrevo não minha autobiografia, que fique claro, essas histórias são inventadas e mesmo assim reais como tantas outras. Não é minha autobiografia, como disse Llosa, as histórias precisam ter um ponto de partida que está ligado às experiências de quem a escreve. Dessa forma, o que escrevo é meu mundinho particular que gosto tanto quanto Caio gosta do dele. O que escrevo me surpreende. O que escrevo é também, algumas vezes, algo que sonhei ou ainda sonho pra mim. Quem sabe a vida me faz protagonista de alguma dessas histórias?
Escrever não é fácil. Principalmente se você ficar pensando o que vão achar do seu último texto ou daquele outro um tanto piegas, ou daquele sem graça. Por isso escrevo porque escrevo. "Tão pouco sou" pra querer perfeição. Escrevo porque tenho vontade. Porque me foi ensinado que escrever e ler é tornar-nos melhor. É por isso que escrevo. Sem mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga no Facebook

Siga no Instagram

A partir do dia 03/08/2013, as fotos são de autoria do autor do post, quando não indicado o contrário.
Antes dessa data, as fotos utilizadas aqui no blog foram encontradas na internet, quando não indicado o contrário. Se você é ou conhece o autor, informe nos comentários e colocarei os devidos créditos :)