A Culpa é das Estrelas, John Green - Entre Sujeitos e Verbos

19/07/2013

A Culpa é das Estrelas, John Green

Fotos feitas por mim :)
Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

Pra começar, faço minhas as palavras do querido Markus Zusak (A Menina que Roubava Livros): "Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais".

"A Culpa é das Estrelas" virou moda. Todo mundo postando frases e um monte de coisas em um monte de lugares. Confesso que isso me deixou curiosa pra ler o livro. Mas vi pessoas comentarem que achavam que era apenas mais um clichê juvenil e etc e tal. Quando um livro cai no gosto das pessoas dessa maneira, muita gente cria um monte de barreiras em relação a ele. Eu não.


O título do livro faz referência a tragédia "Júlio César", de Shakespeare, onde o personagem Cássio diz ao personagem Bruto: "A culpa, meu caro Bruto, não é de nossas estrelas / Mas de nós mesmos, que consentimos em ser inferiores". Segundo Green, isso se aplica a Cássio e Bruto mas não a outras pessoas.

"Muitas delas sofrem desnecessariamente, não porque fizeram algo de errado nem porque são más ou sei lá o quê, mas porque dão azar. Na verdade, as estrelas têm muita culpa, sim, e eu quis escrever um livro sobre como vivemos num mundo que não é justo, e sobre ser ou não possível viver uma vida plena e significativa mesmo que não se chegue a vivê-la num grande palco, como Cássio e Bruto."

"A Culpa é das Estrelas" é muito mais que um romance entre dois jovens com câncer. O livro nos traz questionamentos filosóficos, questionamentos sobre a humanidade, nos confronta com o medo, a perda, a morte, a dor, o prazer e, sim, o amor. O amor está no livro. E falo sobre o amor em suas diversas formas, e não só o amor romântico. Por sinal, amei a forma como o Augustus e a Hazel se conhecem e se aproximam.


Pode ser que muitas pessoas tenham lido o livro e apenas absorvido o romance da história, o que é uma pena. O romance é bom, mas não é só isso. É muito, muito mais.

Amei o livro e a forma como o John Green escreve. Foi o primeiro livro que li dele, mas "O Teorema Katherine" já está na minha enorme lista!

No site oficial, vocês encontram algumas perguntas e respostas sobre o livro (spoiler), vídeos, um pouco sobre os personagens e sobre o John Green.

Super recomendo "A Culpa é das Estrelas"!
Quem aí já leu? Quem quer ler?
Obrigada, gente :)

6 comentários:

  1. Sou apaixonada por esse livro! Uma história fantástica e muito linda! Estou morrendo de vontade de ler os dois outros livros do John Green que parecem ser tão bons quanto A Culpa é das Estrelas! Beijos
    Sociedade de Garota

    ResponderExcluir
  2. Adoreeeeeeei a sua resenha, penso do mesmo jeito. Já sigo o blog, você escreve muito bem, me encantou de primeira. Tá de parabéns (:

    ResponderExcluir
  3. Amo/sou John Green. E esse livro é maravilhoso, sério. Me afino, choro, ah, um misto de sentimentos/emoções. <3

    Beijinhos, http://lullabyforju.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro mexe com as emoções, com certeza, Júlia!

      Excluir

Siga no Facebook

Siga no Instagram

A partir do dia 03/08/2013, as fotos são de autoria do autor do post, quando não indicado o contrário.
Antes dessa data, as fotos utilizadas aqui no blog foram encontradas na internet, quando não indicado o contrário. Se você é ou conhece o autor, informe nos comentários e colocarei os devidos créditos :)