Noites de Tormenta, Nicholas Sparks - Entre Sujeitos e Verbos

18/10/2012

Noites de Tormenta, Nicholas Sparks





"O amor vem em qualquer idade, em qualquer momento, e muitas vezes, quando menos esperamos."

SINOPSE
"Aos 45 anos, Adrienne Willis repensa toda a sua vida quando o marido a abandona por uma mulher mais jovem. Com o coração partido e em busca de descanso, ela segue para a pequena cidade de Rodanthe, na Carolina do Norte, para cuidar da pousada de uma amiga. Quando uma tempestade terrível se aproxima, Adrienne começa a achar que sua fuga perfeita está arruinada - isso atá a chegada do novo hóspede, o Dr. Paul Flanner. Aos 54 anos, o médico chega a Rodanthe para repensar sua profissão e relação com a família. Agora, em meio à tempestade que os cerca, os dois seres feridos procurarão conforto um nos braços do outro - e esse único fim de semana despertará sentimentos que irão acompanhá-los pelo resto de suas vidas."

Eu sou simplesmente fã de diversos romances de Nicholas Sparks. Na verdade, sou fã principalmente daqueles romances que fogem da perfeição e também mostram as dificuldades de uma relação. Foi assim com Noites de Tormenta, que já é diferente pelo fato dos personagens principais serem mais velhos e já terem passado por um casamento que chegou ao fim. Aproveito para agradecer a tia Dani que me deu esse livro de presente de aniversário, obrigada Dani!
Eu sou do tipo que acredita que o amor não surge, ele vai crescendo aos poucos, o que não acontece nesse romance. Em um único fim de semana, o amor entre Adrienne e Paul nasce e cresce intensamente. Ainda assim, o livro não me decepcionou.

 * Amo a forma como Nicholas escreve sobre o amor e principalmente como ele descreve tão bem as cenas de modo que me peguei ouvindo as ondas enquanto lia. *

Voltando a história, o pouco tempo que Adrienne e Paul passam juntos é capaz de transformar a vida de ambos, que estavam totalmente perdidos antes de viajar para Rodanthe. Eles passam bastante tempo juntos conversando, de modo que passam a se conhecer tão bem que têm certeza de que querem ficar o resto de suas vidas juntos.
Contra a vontade de ambos, mas necessariamente, eles passam um ano afastados, trocando cartas e telefonemas, o que torna o romance ainda mais bonito com os trechos de saudades escritos por Paul.

DESTAQUES (clique nas fotos para ampliar)

Paul tinha certeza que estava apaixonado por Adrienne mas ela não acreditava que isso pudesse ter acontecido em tão pouco tempo. Ele se declara a ela e respeita quando ela precisa pensar.

A forma como o amor mostra aos dois que é possível recomeçar
E, claro!, os trechos das cartas de Paul

"Quando durmo, sonho com você, e quando acordo, sonho em tê-la nos meus braços. O tempo em que ficamos separados ao menos serviu para que eu tivesse certeza de que quero passar minhas noites ao seu lado e meus dias com seu coração."

"Quando escrevo pra você, sinto sua respiração; imagino que ao lê-las, você sinta a minha. Isso acontece com você, também? Estas cartas agora fazem parte de nós, parte da nossa história, para nos lembrar eternamente que conseguimos superar este período de separação. Obrigado por me ajudar a sobreviver a este ano, mas, mais do que isso, desde já obrigado pelos anos que virão."

"Tenho desejado tantas coisas estes dias, porém, mais do que tudo, gostaria que você estivesse aqui. É estranho, mas não consigo lembrar de quando foi que chorei pela ultima vez antes de conhecer você. Agora, parece que as lágrimas surgem facilmente… mas você tem um jeito de fazer com que a minha tristeza valha a pena, de explicar as coisas de um jeito que suaviza minha dor. Você é um verdadeiro tesouro, um presente; e quando estivermos juntos de novo, vou segurá-la em meus braços até ficarem fracos e eu não vou aguentar mais. As lembranças que tenho de você às vezes são a única coisa que me mantém em pé."

Fiquei ainda mais apaixonada pela história quando li o que Nicholas disse em seu site. Quem já leu algum livro dele ou algum filme baseado em seus romances deve saber que os nomes dos personagens são nomes de pessoas que Sparks conhece, como seus filhos cujos nomes aparecem em romances como “Querido John” e “Um amor para recordar”. Em Noites de Tormenta, o nome do casal principal vem dos sogros de Nicholas, Adrienne e Paul. E a história tem um pouco de inspiração na história dele e sua esposa, que se conheceram durante uma viagem pra uma cidadezinha e trocaram cartas e telefonas enquanto estavam separados. Lindo né?

* Eu e minhas amigas Tai e Bele amamos as declarações que Nicholas faz à Cathy, sua esposa, em suas dedicatórias. Eles estão casados desde 1989! *

O livro foi adaptado para um filme de mesmo nome estrelado por Diane Lane e Richard Gere e lançado em 2008 (já está na minha lista para ser assistido). O filme foi gravado em Rodanthe e Wilmington, na Carolina do Norte, cenário da maioria, se não todos, os romances de Nicholas.

“Você precisa entender que não estou falando das suas emoções. Essas, você não pode controlar. Você ainda vai chorar, ainda vai ter momentos em que vai achar que não consegue continuar. Mas tem de agir como se fosse conseguir. Em momentos como estes, as ações são a única coisa que você pode controlar.”

Bom, se ficou interessado em saber o que acontece depois que Adrienne e Paul ficam afastados, leia Noites de Tormenta!

No site do autor você encontra curiosidades sobre o livro e até algumas reflexões propostas pelo autor, como essa:
O que você acha da relação que se desenvolve entre Paul e Adrienne? Foi amor à primeira vista? Você acha que é possível ter essa ligação intensa com alguém que você só acabou de conhecer?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga no Facebook

Siga no Instagram

A partir do dia 03/08/2013, as fotos são de autoria do autor do post, quando não indicado o contrário.
Antes dessa data, as fotos utilizadas aqui no blog foram encontradas na internet, quando não indicado o contrário. Se você é ou conhece o autor, informe nos comentários e colocarei os devidos créditos :)